NOTÍCIAS
 
 

JOÃO CARLOS MARTINS SE APRESENTA EM AMERICANA

O maestro João Carlos Martins e sua Orquestra Filarmônica Bachiana SESI - SP estarão se apresentando na próxima segunda-feira no Teatro Municipal Lulu Benencase, de Americana, em comemoração ao Dia da Indústria. O evento é organizado em parceria entre o Sinditextil (Sindicato da Indústria Têxtil do Estado de São Paulo) e o Sindivestuário (Sindicatos das Indústrias do Vestuário do País), com o apoio do Sectur (Secretaria de Cultura de Americana).

Maestro João Carlos Martins regendo a Orquestra Bachiana SESI-SP

Considerado um dos maiores pianista do mundo, o maestro João Carlos Martins hoje, é um respeitado regente e fundador da Orquestra Filarmônica Bachiana SESI - SP, que em Americana vai interpretar obras de compositores como Wolfgang Amadeus Mozart (Sinfonia Nº 40), Johannes Brahms (Sinfonia Nº 3), Ludwig Van Beethoven (Sinfonia Nº 5) e uma seleção de trabalhos do compositor italiano Ennio Morricone, autor de obras consagradas para o cinema.

A vinda do maestro para Americana é um sonho antigo, tanto de pessoas ligadas à Sectur, quanto aos dois sindicados organizadores da apresentação. "Acreditamos que a Cultura e educação são fundamentais para a sociedade e as pessoas têm poucas chances de ter acesso a um concerto como esse no Brasil. Esta orquestra já emocionou pessoas do Brasil e do mundo", destacou Rafael Cervone, presidente do Sinditextil.

Já Ronald Masijah, presidente do Sindivestuário, frisou o trabalho de popularização de obras eruditas em meio ao trabalhador da indústria. "Temos um trabalho enraizado na divulgação e na ampliação de apresentações como essa, que traçam um caminho para concertos de alta qualidade", comentou Masijah.

O Concerto da Orquestra Filarmônica Bachiana SESI - SP, regida pelo maestro João Carlos Martins tem início às 19h30 no Teatro Municipal Lulu Benencase, que fica na Rua Gonçalves Dias, 696, no Jardim Girassol. Mais informações e reservas de ingressos, que são gratuitos, pelo telefone (11) 3823-6149 ou (11) 3823-6186. Apenas para convidados.

FONTE: O Liberal