NOTÍCIAS
 
 

Sinditêxtil-SP quer mobilizar empresários para manifestação em São Paulo

 
 
Paulo Skaf, presidente da FIESP, deputado Paulo Pereira da Silva e deputado Newton Lima, falam com entidades de classe sobre a importância da paralisação

Alfredo Emílio Bonduki, presidente do Sinditêxtil-SP, esteve nesta segunda (12), em reunião convocada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e Força Sindical, em São Paulo (SP), para discutir detalhes sobre a mobilização nacional em defesa da indústria “Grito de Alerta Contra a Desindustrialização”. Em São Paulo, a manifestação será realizada no dia 4 de abril, na Assembleia Legislativa do Estado. Com a expectativa de reunir mais de 100 mil pessoas, a paralisação é uma ação conjunta entre diversas entidades industriais e laborais.

 Bonduki anunciou que o Sinditêxtil-SP está engajado na campanha e que irá intermediar o contato com as empresas para que também participem do manifesto. “Vocês podem contar com o setor têxtil e de confecção, pois vamos nos envolver de corpo e alma neste ato. Com a participação da FIESP, são mais de 136 sindicatos militantes do movimento e com certeza, o nosso será um dos mais atuantes”, afirmou.  Ele ainda destaca a necessidade da participação dos empresários e dos trabalhadores. “É de extrema importância que os colaboradores das indústrias participantes sejam liberados de seus postos de trabalho para adesão do manifesto. O transporte será organizado pelos sindicatos dos trabalhadores de cada região”, enfatizou.

 
Alfredo Emílio Bonduki se compromete com a mobilização e promete sensibilizar empresários pela causa
 

Para Paulo Skaf, presidente da FIESP, a manifestação terá mais força se contar com a presença e a união de empresários e trabalhadores. “Devemos ter coragem, pois estamos no caminho certo. Temos que gritar também. Essa união é ideal para conseguirmos nosso objetivo. Podem ter certeza que a indústria paulista participará do movimento”, assegura.

Já o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT/SP), reconhece a importância do manifesto e do encontro para mudar a situação das indústrias. “Essa foi a reunião mais importante que já realizamos nesse sentido. Acredito que seja um passo fundamental para iniciarmos os trabalhos”, disse o parlamentar.

Também presente na reunião, Newton Lima, deputado federal (PT/SP), anunciou a criação da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Nacional, que já conta com a assinatura de 200 parlamentares. “O lançamento da Frente será no dia 27 de março, em Brasília, e todos aqui estão convidados a participar. Desta forma, traremos esses deputados e senadores para a manifestação em São Paulo”, enfatizou Lima.

Para participar do manifesto, entre em contato com o Sinditêxtil-SP pelo telefone
(11) 3823-6149 ou pelo e-mail tatiana@sinditextilsp.org.br

Anote:
Mobilização Nacional em Defesa da Indústria
Data: 4 de abril às 10h
Local: Assembleia Legislativa  - Av. Pedro Álvares Cabral, 201. São Paulo – SP