NOTÍCIAS
 
 

FATEC pioneira no setor têxtil comemora 25 anos com novidades

 
 
Laboratório de aulas do curso de Tecnologia em Produção Têxtil da FATEC Americana

No início foram apenas 15 formandos. Hoje, cerca de 500 alunos concluem o curso superior de Tecnologia em Produção Têxtil pela Faculdade de Tecnologia (FATEC-Americana), no interior de São Paulo. A unidade que foi a primeira do Estado a oferecer aulas voltadas ao setor têxtil acaba de completar 25 anos e sua direção pretende ampliar a oferta de cursos para profissionais deste segmento da indústria. Para isso, a Faculdade criou a pós-graduação de Química Têxtil, que terá um ano e meio de duração e deve iniciar suas aulas no primeiro semestre de 2012. Outra novidade é a construção de mais um bloco de salas que terá capacidade para abrigar mais de 1500 alunos e tem previsão de término para o próximo ano.

Já a pioneira graduação de Tecnologia em Produção Têxtil tem duração de seis semestres e sua finalidade é formar profissionais que sejam capazes de distinguir e operar os processos dentro de uma fábrica. De acordo com Rafael Ferreira Alves, diretor e professor da Faculdade, o aumento do número de alunos da primeira turma para as que se formam atualmente se deve à demanda por mão de obra especializada dentro deste setor. “Os formandos aumentaram, porque esta é uma região com predominância de empresas fabricantes de fios, linhas, tecidos e roupas. As pessoas procuram alguma formação nesta área, pois precisam disso para trabalhar”, afirma.

 
Aula no laboratório de química têxtil da FATEC Americana
 

Mesmo com a criação de outros cursos não relacionados ao setor (Análise de Sistemas e Tecnologia da Informação, Gestão Empresarial, Logística e Transportes, Análise e Desenvolvimento de Sistemas), a graduação de Tecnologia em Produção Têxtil permanece o carro-chefe da unidade. Ainda segundo Alves, o curso passou por transformações que podem torná-lo mais atraente ao aluno. “Hoje, trata-se de uma formação mais gerencial. Além disso, aconteceram evoluções em questões técnicas e laboratoriais”, ressaltou o diretor. Com essa reestruturação, foram inseridas disciplinas que refletem a nova dinâmica do setor, como Marketing Têxtil, Gestão de Pessoas, Gestão Financeira, Empreendedorismo, Logística, Planejamento e Tendências de Moda, Sistemas CAD, Lavanderia, Padronagem e Tecnologia de Não-Tecidos.