NOTÍCIAS
 
 

Fazenda acena positivamente à redução do ICMS para têxtil e vestuário

Em reunião na Secretaria Estadual da Fazenda, no dia 16 de dezembro, sob o comando do secretário Mauro Ricardo Machado Costa, estiveram presentes os deputados estaduais Barros Munhoz (PSDB), presidente da Assembléia de São Paulo, Davi Zaia (PPS), Camilo Gava (PV), Antonio Mentor (PT), Chico Sardelli (PV), além dos presidentes dos sindicatos patronais e de trabalhadores da Cadeia Têxtil e do Vestuário, ABIT e representante jurídico da FIESP, quando foi intensamente discutido durante toda a tarde o pleito para a redução do ICMS do setor de 12% para 7%.

Depois da manifestação dos representantes setoriais, entre eles  o presidente do Sindivestuário, Ronald Masijah, do coordenador do Comtextil, Elias Miguel Hadad e do  presidente do Sinditêxtil-SP, Rafael Cervone Netto, o secretário da Fazenda fez um pronunciamento que animou a todos, dando a entender que há reais possibilidades de atender ao pleito no ano de 2010.

Ao final do evento, o secretário solicitou que os presentes ao encontro se reunissem e que desse encontro fosse gerado um protocolo de intenções para o estudo visando a redução do ICMS dos setores têxtil e vestuário. O Grupo de Trabalho começará a trabalhar imediatamente na definição das propostas e regras de um futuro acordo.

Para o presidente do Sindivestuário, depois de todo o trabalho que vem sendo realizado pelas entidades patronais e de trabalhadores junto aos parlamentares paulistas, a redução da alíquota do ICMS poderá ser, em breve,  uma realidade. "Não quero concluir nada ainda, mas por tudo que vimos acontecer na reunião acredito que a redução do ICMS  finalmente está próxima de se realizar a bem dos empregos e das empresas da cadeia do vestuário paulista", resumiu Ronald Masijah.

O presidente do Sinditêxtil-SP também está otimista. “Além de garantirmos na reunião a prorrogação do ICMS de 12% que venceria agora dia 31 de dezembro, e poderia voltar a 18%, foi alentador ouvir do secretário que poderemos construir uma solução conjunta para a redução do ICMS paulista. O secretário conversará também com o governador para que sejam prorrogados os incentivos isentando de ICMS a compra de máquinas têxteis. Precisamos de todo o apoio possível para manter os empregos paulistas do setor e nos tornar mais competitivos tanto em relação aos asiáticos, mas também em relação a outros estados brasileiros”, reforçou Cervone.