NOTÍCIAS
 
 

Frente finaliza estudos sobre redução de ICMS

A Frente Parlamentar em Defesa do Setor Têxtil e de Confecção, coordenada pelo deputado Chico Sardelli (PV), realizou reunião em 15 de janeiro, na Assembléia Legislativa, em São Paulo, para finalizar o estudo sobre a redução da alíquota do ICMS de 12% para 7% para o setor. O documento mostra que a redução do ICMS não implicará em queda de receita ao governo do Estado.

Na oportunidade o vice-presidente do Sinditêxtil-SP, Luiz Arthur Pacheco de Castro, esteve reunido junto a outros representantes dos sindicatos patronais e dos trabalhadores têxteis e de diversos deputados. A solicitação desse estudo foi feita pelo secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, em audiência que aconteceu no dia 16 de dezembro de 2009.

 “Nós queremos isonomia competitiva e não proteção. Certamente o Estado de São Paulo sofre com o ICMS, foco imediato dessa Frente Parlamentar. Chegamos em um estudo técnico que indica que, se diminuirmos a carga tributária de 12% para 7% em toda a cadeia têxtil, e de 18% para 12% no varejo, 100 mil empregos seriam gerados. Como conseqüência, a arrecadação do Estado aumentaria 12%”, alegou Pacheco.

“Não queremos benevolência, mas para um setor produtivo, como o têxtil, e de transformação, como as confecções, que têm passado por grandes dificuldades, essa é uma luta justa e digna”, comentou o deputado Chico Sardelli.