NOTÍCIAS
 
 

Sinditêxtil-SP apóia Frente Parlamentar Têxtil Paulista 

Sob a coordenação do deputado Chico Sardelli (PV), a Frente Parlamentar em Defesa do Setor Têxtil e de Confecções do Estado foi relançada no dia 29 de agosto, na Assembléia Legislativa de São Paulo e conta, novamente, com o apoio do Sinditêxtil-SP. Sardelli dá continuidade, neste novo mandato, à coordenação dos trabalhos atendendo às novas exigências da Resolução no. 870, de 8 de abril de 2011. A Frente Parlamentar já existia desde 2007 e foi adequada à nova Resolução, que exige um coordenador e apoiadores, que são alguns deputados. Entre os principais objetivos da comissão, que já conta com 22 parlamentares signatários, está a luta em defesa do setor têxtil e de confecção, um dos mais atingidos com a queda do dólar e com a concorrência desleal de produtos importados.

Ressaltando a importância da indústria têxtil no Estado, Alfredo Bonduki lembrou que São Paulo já foi responsável por 50% da produção brasileira e é responsável por 40% do consumo têxtil no País. A produção de tecidos é um dos setores que mais geram emprego no Brasil, atrás apenas da construção civil. “O trabalho da Frente será de grande valor na interlocução com o Estado, pois precisamos de mais apoio do governo”, ressaltou.

 

Parlamentares, empresários e sindicatos
apóiam a Frente

 

Os deputados Antonio Mentor (PT) e Beto Trícoli (PV) parabenizaram a atuação da Frente desde o seu lançamento, recordando o trabalho desenvolvido, de importância fundamental para a redução da alíquota do ICMS para produtos da cadeia têxtil, de 12% para 7%, e a prorrogação dessa conquista até 31 dezembro de 2012. "Foi um trabalho árduo, duro, de convencimento, que contou com o apoio de figuras importantes da política, especialmente do presidente da Casa, o deputado Barros Munhoz (PSDB)", declarou Mentor. “A Frente terá o apoio incondicional de todos os parlamentares que a compõem”, afirmou Trícoli.

Ainda participaram da solenidade de relançamento dos trabalhos o prefeito de Santa Bárbara d"Oeste, Mário Heins, os presidentes do Sindivestuário, Ronald Masijah e do Sinditec, Fábio Beretta Rossi, juntamente com empresários, trabalhadores e entidades representativas do setor. Os representantes de sindicatos declararam otimismo em relação à nova Frente Parlamentar estadual. “Ela será um instrumento na nossa luta pela competitividade do setor têxtil que veste o Brasil”, disse Beretta Rossi, do Sinditec. “Essa nova Frente já começa fortalecida, pois une esforços de parlamentares, empresários e trabalhadores”, destacou Ronald Masijah, do Sindivestuário. “Os trabalhadores apoiarão as atividades, uma vez que são os mais interessados”, afirmou Sérgio Marques, vice- presidente da Conaccovest.

O deputado Chico Sardelli sugeriu a criação de uma agenda mensal de discussão, que conte com a participação dos setores produtivos, trabalhistas e dos sindicatos. "Em nome de toda a comissão, digo que não estamos fazendo nada mais do que nossa obrigação, ainda temos muito a fazer. Obrigado a todos que acreditaram nesse trabalho desde o início", enfatizou Sardelli.

   
         
   

Clique na imagem para ampliar