Matérias

Sinditêxtil-SP discute cobrança para tratamento de esgoto de empresas têxteis

19/06/2019

O presidente do Sinditêxtil-SP, Luiz Arthur Pacheco, esteve reunido no dia 17 de junho com o Secretário do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, Marcos Penido. A pauta tratou das reuniões já realizadas com diversas outras secretarias de governo estadual, que estão diretamente relacionadas à agenda sistêmica de competitividade do setor têxtil paulista. 

Presidente do Sinditêxtil-SP (ao centro) tem audiência na secretaria de Meio Ambiente 

Pacheco mostrou as preocupações do setor que, de longa data, é precursor no atendimento às questões ambientais no Estado de São Paulo, mesmo antes do projeto “Produção mais Limpa”. 

Depois de apresentar as ações que o setor tem desenvolvido continuamente, em sintonia com o que já foi tratado com o Governador João Dória, o presidente do Sinditêxtil-SP manifestou preocupação em relação à cobrança que as empresas vêm sofrendo para tratamento de esgoto mesmo já tratando a água servida, perfazendo uma espécie de dupla cobrança, uma vez que as produtoras de têxteis já são obrigadas a ter suas próprias estações de tratamento. Sobre o tema, o secretário ficou de agendar reunião em conjunto com a direção da Sabesp no mês de julho próximo, tendo também demonstrado amplo conhecimento das ações proativas do setor no que diz respeito a temas ambientais e de sustentabilidade. Marcos Penido também parabenizou o Sinditêxtil-SP por ser pioneiro e parceiro do Estado na área ambiental. 

Também participaram do encontro, o gerente de Tecnologia, Inovação e Sustentabilidade do Sinditêxtil-SP, Sylvio Napoli, o diretor de Relações Institucionais do Sindicato, Haroldo Silva e o diretor do Sinditec, Leonardo Sant’Ana.