Matérias

SPFWN45 explora criatividade

02/05/2018

A edição 45 do São Paulo Fashion Week, que aconteceu de 21 a 26 de abril, celebrou o poder transformador da energia criativa e, pela primeira vez, ocupa o Pavilhão das Culturas Brasileiras Engenheiro Armando de Arruda Pereira, que integra o departamento dos Museus Municipais da Secretaria de Cultura de São Paulo, no Parque Ibirapuera.  

“Queremos reiterar a paixão e o encantamento pela criação. Nosso papel é buscar a emoção das pessoas com resultados relevantes num mundo sempre em movimento com novos desafios e aprendizados que nos tiram da zona de conforto”, afirma Paulo Borges. 

A partir do pensamento do multi artista Conrado Segreto, o SPFW reitera seu compromisso com a liberdade vital da expressão. Viver intensamente a criação era o que movia esse ícone da moda brasileira, que teve uma breve e explosiva carreira entre meados dos anos 80 e início dos anos 90. Em menos de duas décadas, o SPFW se firmou como um processo estruturado de longo prazo, tendo como eixo o design e a identidade na construção de um legado de valor e transformação. 

A criação como impulso de vida é o fio condutor da exposição POW! Explosão Criativa que marca a edição. Um recorte do acervo de Arte Plumária do Pavilhão das Culturas Brasileiras dialoga com roupas, textos e ilustrações de Conrado Segreto.

Desfile João Pimenta Feminino - Crédito de Imagem: Agência Fotosite

 

Ponto Firme 

O SPFWN45 abraça o desfile do projeto Ponto Firme, criado pelo designer e artesão Gustavo Silvestre, que apresenta de forma inédita uma coleção criada e desenvolvida por detentos da penitenciária Desembargador Adriano Marrey, em Guarulhos (SP).   

“Quando começamos o projeto o foco do trabalho era ensinar a técnica do crochê e oferecer uma alternativa para eles se profissionalizarem. Com o passar do tempo, percebi que era possível desenvolver uma coleção de roupas e começamos a trabalhar com força e aumentar o tempo de oficina. O desfile no SPFW nos permitirá mostrar outros caminhos possíveis de reintegrá-los na sociedade, valorizando o trabalho de forma criativa”, afirma Gustavo Silvestre. 

A coleção foi apresentada no São Paulo Fashion Week e é resultado do trabalho de nove meses desenvolvido por Gustavo com uma turma de 20 alunos, inspirado no dia a dia dos detentos na penitenciária e no sonho de liberdade. 

 “Uma das premissas do SPFW é a transformação, educação e formação, enxergar outras possibilidades e oportunidades. Ter um projeto como o Ponto Firme dentro do evento reafirma nosso compromisso com a sociedade de mostrar que a moda, o design, o fazer criativo podem realmente mudar a vida das pessoas”, ressalta Paulo Borges. 

Desfile Ponto Firme - Crédito de Imagem: Agência Fotosite


TAGS: spfw, criatividade