Matérias

Frente Parlamentar do Setor T & C é a maior da ALESP

04/10/2019

Foi lançada nesta quinta-feira (3), a Frente Parlamentar Pelo Desenvolvimento do Setor Têxtil e Confecções do Estado de São Paulo, capitaneada pelo Sinditêxtil-SP, Sinditec e Sindivestuário. A cerimônia para instalação da Frente, que teve adesão de 90% dos deputados, foi realizada no auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP), e contou com a presença de autoridades, sindicatos laborais e patronais e empresários do setor têxtil e de confecção (T & C).

A deputada estadual Carla Morando, líder do PSDB na ALESP, será a coordenadora na nova formação da Frente Parlamentar, que ainda tem como membros os deputados: Antonio Dirceu Dalben (PR), Estevam Galvão (Democratas), Márcio Nakashima (PDT), Roque Barbieri (PTB), Rodrigo Moraes (Democratas) e Valéria Bolsonaro (PSL).

O evento de lançamento contou com a abertura do presidente da ALESP, deputado Cauê Macris (PSDB), que destacou a importância da atuação do grupo. “Tenho muita admiração pelo trabalho que é desenvolvido por esta Frente, da qual já fui membro até assumir a presidência da ALESP, e sei do trabalho estratégico que tem. A nova Frente vem em bom momento e estará em ótimas mãos”, afirmou.

A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Patrícia Ellen da Silva, também prestigiou a cerimônia e reforçou aos convidados a necessidade de uma atuação em conjunto entre entidades do setor, parlamentares e Governo. “É muito oportuna o lançamento dessa Frente, no momento em que o governo de SP acaba de apresentar os eixos prioritários para dar mais competitividade às empresas, desburocratizando processos tributários e fiscais, e se dispondo a criar cursos de capacitação nos locais onde as empresas necessitam dessa mão de obra qualificada. Sonhar grande ou sonhar pequeno dá o mesmo trabalho. Então, estamos acreditando que vamos tornar São Paulo um exemplo de produtividade e competitividade que servirá de exemplo para o resto do País e, quem sabe, para o mundo. Contem com o nosso apoio”, garante.

Já a coordenadora da Frente Parlamentar, Carla Morando, enalteceu o papel da iniciativa para os desafios da indústria têxtil e de confecção paulista. “Formamos a maior Frente Parlamentar da ALESP, com a participação de 81 deputados estaduais, entre membros e apoiadores, com foco na ampliação e fortalecimento das atividades do setor”, destaca.

 

 Membros e apoiadores Frente Parlamentar Pelo Desenvolvimento do Setor Têxtil e Confecções do Estado de São Paulo

    “É uma satisfação e grande honra participar dessa Frente.    Esperamos fazer um trabalho efetivo. Contem com a gente”,  assegurou Antonio Dirceu Dalben, deputado (PR) e vice-coordenador   da Frente.“É uma satisfação e grande honra participar dessa Frente.   Esperamos fazer um trabalho efetivo. Contem com a gente”,   assegurou Antonio Dirceu Dalben, deputado (PR) e vice-coordenador   da Frente.

 

“Estou muito feliz por fazer parte desse trabalho tão significativo que se inicia. Vamos em frente!”, frisa Valéria Bolsonaro, deputada (PSL) e membro da FP.

 

    “Tenho a certeza de que vamos avançar em muitos pontos,      principalmente levando os pleitos do setor adiante”, planeja Rodrigo   Moraes, deputado (DEM) e membro da FP.

 

Chico Sardelli, ex-deputado estadual e coordenador da formação anterior da Frente Parlamentar, também compôs a mesa de convidados e reforçou a relevância do grupo. “O trabalho dessa Frente Parlamentar é de extrema importância para o setor. Foi a partir dela que, entre outras ações, conquistamos as reduções gradativas de ICMS”.

 

 

Entidades Patronais

    Luiz Arthur Pacheco, presidente do Sinditêxtil-SP, discursou (que poder ser lido na íntegra aqui) sobre a dimensão da indústria T & C paulista para a economia e geração de empregos no Estado e, acima de tudo, os potenciais e perspectivas desse setor. “Hoje reafirmamos, aqui na ALESP, a importância do setor têxtil e de confecção paulista. Vamos trabalhar, de forma incessante, juntamente com os membros da Frente na consecução da nossa agenda de prioridades”.

Antônio Trombeta, vice-presidente do Sindivestuário, também destaca a ação. “Parabéns a todos que aceitaram esse desafio. Governo, ALESP, Sindicatos: um time que entrou para ganhar”.

    Dilézio Ciamarro, presidente do Sinditec, que é uma das entidades que capitaneou o grupo, reforça o discurso. “Sabemos da importância dessa Frente para trabalhar em prol do fortalecimento do nosso setor”.
 


TAGS: frente parlamentar, T&C, alesp, setor,