Matérias

Sinditêxtil-SP homenageia Francisco Cervone e anuncia foco na competitividade global de forma sustentável

06/12/2019

O Sinditêxtil-SP realizou, no dia 5 de dezembro, na sua sede, em São Paulo (SP), a última reunião de Diretoria em 2019, que aconteceu em conjunto com a do Conselho de Administração da Abit. Após o encontro, o Sindicato homenageou um empresário que contribuiu significativamente com a história de sucesso da Entidade: Francisco Cervone (in memoriam).

Já em 1931, a “fábrica dos Cervone”, como era conhecida a Cia de Fiação e Tecelagem de Santa Bárbara, tinha sua a sua gestão marcada pela vanguarda, sendo a primeira empresa a contratar mulheres na região. Aquela mesma gestão inovadora também se destacou quando a cinquentenária Cermatex, fundada em 1969 por Francisco e seus irmãos, foi a primeira a exportar tecidos técnicos produzidos no Brasil.

O empresário Francisco Cervone foi um dos assíduos frequentadores do Sinditêxtil-SP e da Abit. Participava das discussões, propunha pleitos, incentivava o diálogo entre todas as partes. Sua visão da importância de ter entidades sólidas foi transmitida para seu filho Rafael, quando estudava engenharia têxtil e que lhe acompanhava saindo do interior do Estado para as reuniões das Entidades na Capital.

Família Cervone recebe homenagem do presidente da Abit, Fernando Pimentel, Luiz Arthur Pacheco, presidente do Sinditêxtil-SP e Alfredo Bonduki, presidente emérito do Sinditêxtil-SP 

Rafael Cervone, presidente emérito do Sinditêxtil-SP e da Abit, rememorou a infância na Cermatex, e o início da vida adulta, quando passou a frequentar o “Sindicato”, como se referia seu pai às Entidades. “Ele sempre dizia para participar da vida no Sindicato. Reforçava que as reuniões eram ótimas. E que aprenderia mais ainda ao conviver com pessoas experientes no setor”, exaltou.

Em um momento emocionante, Eliana Cervone, viúva do homenageado, recebeu a condecoração e relembrou passagens importantes. “Ele sempre dizia: quando fizer negócios com alguém e pessoa aceitar tirar do que ela vai ganhar para fechar a negociação, não aceite. Isso não é justo e este dinheiro não é bem-vindo”, comentou. Ela ainda completou que em seus últimos dias, ele confessou um sentimento: “Eu estou com saudade do barulho do tear e do cheiro do algodão”, disse.

Rafael completa: “Recebemos essa honraria também em homenagem a todos que trabalharam para que o setor têxtil e de confecção brasileiro fosse essa potência. Meu pai sempre falava para fortalecer a Entidade de Classe, porque juntos somos mais fortes”.

Francisco Cervone faleceu em 6 julho deste ano, aos 82 anos, tendo deixado enorme legado para a cidade barbarense - que o homenageou com três dias de luto, e marcado de forma indelével a história do setor têxtil e de confecção de São Paulo e do Brasil.

Família Cervone se mantem ativa no setor, gerando emprego e renda em Santa Bárbara e levando seus produtos para todo o País

Ainda durante a cerimônia, o presidente do Sinditêxtil-SP, Luiz Arthur Pacheco, discursou sobre a importância dessa homenagem e agradeceu aos empresários pela confiança em reelegê-lo pelo triênio de 2020-2022. Além disso, o executivo anunciou o novo plano de ação do Sindicato para os anos vindouros. “Quero agradecer o apoio dos empresários de nosso setor pela oportunidade e confiança em me colocar aqui como representante dessa cadeia. Também agradeço aos colaboradores e Diretores da Casa, que passaram a realizar uma negociação trabalhista mais ágil e eficaz, com muita transparência com os sindicatos de trabalhadores. Exaltou ainda o estreitamento de relações com o Poder Executivo estadual e suas principais Secretarias. “Lançamos também nossa Frente Parlamentar este ano, como a maior da ALESP, bem como premiamos uma aluna recém-formada para um estágio na Catalunha e reinstalamos nossa Câmara Ambiental. Essas foram conquistas muito importantes para o nosso setor”, salientou.

Luiz Arthur Pacheco, presidente do Sinditêxtil-SP, comemora um ano de conquistas e anuncia novidades

“Convidamos agora nossos associados a conhecerem o propósito ao qual dedicaremos os nossos esforços para continuar servindo os negócios têxteis paulistas, e assim seguir construindo este legado que teve, tem e terá o compromisso e a participação de pessoas que fazem a diferença. Juntos, somos mais fortes para vencermos os desafios da competitividade global e dos desafios da sustentabilidade”, destacou.

O evento ainda contou com a entrega das Medalhas do Mérito entregues pela Abit.


TAGS: homenagem, francisco, cervone, 2019, inovasindi