Matérias

Sinditêxtil-SP participa da inauguração do escritório comercial de São Paulo em Dubai

10/02/2020

O presidente do Sinditêxtil-SP, Luiz Arthur Pacheco, participou da inauguração do escritório comercial de São Paulo em Dubai, em cerimônia realizada no dia 10 de fevereiro. O espaço será usado para estreitar relações comerciais e facilitar a exportação de produtos de São Paulo para o Oriente Médio e norte da África. O local também dará mais visibilidade às possibilidades de negócio em São Paulo, principalmente aos ligados ao plano de desestatização do Governo do Estado. 

“Mais uma iniciativa importante visando fomentar a economia, além de oportunidades de negócios e investimento para relevantes segmentos produtivos de São Paulo, como é o caso do setor têxtil”, disse Pacheco.

Luiz Arthur Pacheco, presidente do Sinditêxtil-SP, integra a Missão

O governador João Doria reforçou a importância da ação pioneira. “Certamente seremos seguidos por outros estados. A inauguração deste escritório foi uma decisão acertada que tomamos no intuito de promover e gerar negócios para São Paulo com países da região”, salientou. O escritório nos Emirados Árabes Unidos é o segundo a representar São Paulo no exterior – o primeiro fica em Xangai, na China. 

Estrutura - Distribuído em uma área de 133 m2, o escritório possui recepção, duas salas e uma seção com estações de trabalho. Toda a infraestrutura e aluguel serão financiados pelo governo de Dubai. Apenas os funcionários serão remunerados pelo Governo de São Paulo. Para a direção do escritório em Dubai, Doria escolheu Silvia Pierson, que já foi chefe de operações internacionais da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) em Miami. 

Luiz Arthur Pacheco integra a Missão Emirados, a maior do governo paulista no mercado externo. Em busca de investimentos para São Paulo, o governador Doria cumpre agendas em Abu Dhabi e Dubai, entre os dias 8 e 12 de fevereiro. Está acompanhado dos Secretários Julio Serson (Relações Internacionais), Henrique Meirelles (Fazenda e Planejamento), Gustavo Junqueira (Agricultura e Abastecimento), Patricia Ellen (Desenvolvimento Econômico) e João Octaviano (Logística e Transportes), Wilson Mello (Presidente da InvestSP) e um grupo de 47 empresários. 

Grupo que compõe a Missão Emirados

Free Zone - Segundo Luiz Arthur Pacheco, um dos pontos altos da Missão foi a visita à Jebel Ali Free Zone (JAFZA) parte do grupo DP World, o maior complexo portuário nos Emirados Árabes e o décimo maior porto do mundo em termos de movimentação. Lá é movimentado 10,7% do PIB dos Emirados Árabes e 33,4% do PIB de Dubai. Tem 130 mil colaboradores trabalham no local. São 20 km de linha de cais (o Porto de Santos tem 13 km). São nove portões de entrada e saída automatizados, há um cadastramento prévio do rosto do motorista, do caminhão e do container. Quando o motorista chega no portão, o sistema reconhece sua face, veiro fica o código do caminhão e do contêiner e libera a sua entrada. A capacidade instalada abriga operações para todo Oriente Médio e leste da África. Os serviços vão desde pequenos escritórios, grandes terminais de carga, terrenos para fábricas, prédios residenciais, incubadoras de novos negócios e etc.  As operações de exportações também são isentas de impostos, o chamado Free Zone. O governo de Dubai lançou o programa Governo 100% sem papel, tudo será digitalizado e com utilização de blockchain para maioria dos seus processos, a economia estimada com esta inciativa é de US 1.5 bilhão.

Imagem interna do complexo portuário

Negócios - Ao final da Missão, o presidente do Sinditêxtil-SP, Luiz Arthur Pacheco, juntamente com o governador de São Paulo João Doria fizeram uma rápida avaliação sobre as atividades desenvolvidas durante a Missão. Confira:

Com informações do Portal do Governo

 


TAGS: dubai, doria, governo, são paulo, sinditêxtil-sp